Fenerbahçe 1 – SL Benfica 1 (1-2 acumulado)

Gedson, Cervi e Pizzi festejam golo na Turquia

Benfica empata fora e com a vitória em casa por 1-0 passa a eliminatória rumo ao play-off onde vai defrontar o Paok Salonica, muito importante o golo de Gedson na primeira parte para colocar o Benfica mais solto, embora a reacção do Fenerbahce fosse sempre mais com o coração que com a cabeça, com um pouco mais de calma nas horas de decisão, o jogo poderia ter sido mais descansado, melhor em campo: Gédson, o miúdo encheu o campo com 19 anos, também de realçar as exibições do Odysseas e do Ruben Dias, falta dois jogos para chegar à tão ambicionada fase de grupos, força Benfica é já ali.

Anúncios

Comentários de Luis Lopes – RTP2 – Europeu de Atletismo

Sobre este assunto, quero exprimir um pouco melhor a minha opinão, acho de todo lamentável e de muito mau gosto o comentário que o jornalista Luis Lopes fez referindo-se ao recém naturalizado português Pedro Pichardo, como não sou nenhuma autoridade no assunto, não sei opinar quanto à legalidade da mesma, mas acredito sinceramente que não tenha havido nenhuma ilegalidade no processo, ou seja, sendo tudo feito de uma forma legal e mais que tenha sido a vontade legítima do atleta, todo e qualquer comentário que se torne público que atente à vontade da pessoa contrair outra nacionalidade é e pode ser considerado xenófobo, pode-se sempre discutir a moralidade da situção, que é e sempre será discutível, seja no atletismo, no futebol, ou em qualquer outra modalidade ou até se é no desporto ou não, mas sinceramente pensei que já tinhamos ultrapassado tudo isto depois da verdadeira importação de atletas que Portugal teve nos últimos anos e até de exportação, que cada vez mais também se verifica e se vai continuar a verificar. Então e a perservação da modalidade e a defesa do atleta? Não conta? Se o Pedro vier fazer evoluir esta modalidade e aumentar a competição em Portugal e na Europa, isso já não é bom? Foi bom só com os outros?
O Sr. Luis Lopes dizer à boca cheia que um é atleta português (nascido na Costa do Marfim, filho de um pai Cabo Verdiano e Mãe Marfinense) e outro é importado cubano, numa televisão pública, só pode ser considerado um cometário com falta de insenção, xenófobo e tendencioso.
Espero viver para ouvir da boca deste mesmo comentador algumas futuras vitórias para Portugal por parte do Pedro Pichardo, assim ele tenha a força e a sorte para ir mais além no triplo salto.

SL Benfica 3 – Vit. Guimarães 2 – Resumo

Começa bem na primeira parte, com 3 golos de Pizzi, boas exibições de Gedson e Salvio, intervenções acertadas de Odysseas, Ferreyra falhou uma GP. Na segunda parte a tremideira, níveis de concentração baixaram e o desleixo é inimigo dos bons resultados. A intensidade tem de ser mantida sempre até o árbitro apitar. Valeram os 3 pontos e que seja a primeira de muitas até à conquista final. Força Benfica!

Melhor Jogador em Campo:

Reconquista Benfica

Benfica inicia o campeonato 2018/2019 a receber o Vitória de Guimarães, força Benfica, reconquista o que é nosso!

Rui Vitória, o novo Mister do Glorioso SLB

Rui Vitória

Rui Vitória

É oficial, Rui Vitória é o treinador escolhido, a partir deste momento é a única, primeira e incondicional aposta. Sê bem vindo de volta e muitos êxitos à frente do maior!

Categorias:Futebol Etiquetas:, ,

Jorge Jesus, um ex-funcionário do Glorioso SLB

Como muitos já disseram, ainda bem que nos enganámos à 2 anos atrás, em que queríamos ver o Jorge fora do Benfica.
Com este treinador vivi bons momentos como ele próprio fez questão de comunicar, mas o que ele não comunicou também foi que vivi alguns dos piores enquanto “Ser Benfiquista”.
Com esta acção ele conseguiu passar a ser apenas mais um funcionário que teve a honra de representar o Glorioso e por causa dele próprio, nada mais do que isso.
Acho piada às vezes os jornalistas criticarem as direcções que não apostam na continuidade de um treinador e ao mínimo deslize as “chicotadas” aparecem, pois bem está aqui um bom exemplo, em que a selvajaria é igual dos dois lados, nunca em Portugal existiría uma mentalidade para aguentar um treinador tantos anos como noutros sítios e de uma vez por todas se desmistifique que não é por causa da direcção, dos jogadores ou dos adeptos, são também os treinadores que não têm estrutura mental para aguentar muitos anos numa equipa de topo, neste caso mesmo do topo.
A honra não se compra, ou a temos, ou não.

Categorias:Futebol Etiquetas:,

Campeões – Video por Guilherme Cabral

%d bloggers like this: