Início > Actualidade, Futebol > Análises individuais da pré temporada 2011 2012

Análises individuais da pré temporada 2011 2012

As contratações:

Matic – Indicações positivas, vinha de um campeonato em que considero com uma competitividade semelhante à nossa, mas num clube que ficou 3 pontos acima da linha de água, emprestado pelo todo poderoso Chelsea. Este jogador foi englobado na transferência do David Luiz, foi contratado para criar uma alternativa válida a Jávi García e para a sua posição, parece-me que quando as dificuldades de comunicação melhorarem e compreender melhor a sua posição dentro do campo e a sua função, pode ser realmente uma alternativa válida tanto na recuperação de bolas como no armar do ataque.

Bruno César – Jogador que sabe jogar à bola, gosta de a ter no pé, proteje muito bem a bola, aparece em espaços vazios e gosta de aplicar remates de longe, jogador que me parece que joga muito bem com apoio, terá de melhorar no aspecto defensivo e também não me parece nenhum extremo, assim não se invente, mas sim um médio centro/interior alternativa para Aimar, ou quando não se joga em 4-3-3.

Nolito – Até agora a surpresa da pré-temporada, com altos e baixos é certo, mas se existem modos positivos de um jogador encarar uma pré-temporada onde ainda não sabe se vai ficar no plantel principal, o Nolito fez por tentar mostrar ao máximo os argumentos de que dispunha, muitas vezes desconcertante, com confiança e sem medo de partir para cima dos adversários, estas incursões desiquilibraram muitas vezes as defesas contrárias e daí nasceram golos, é um extremo puro e duro e encaixa num 4-3-3 como uma luva, se dúvidas houvesse na sua inclusão no plantel, eis a resposta

Rodrigo Mora – Sem grandes chances de se mostrar, apenas jogou uns minutos e tentou mostrar-se ao máximo, do pouco que se víu gostei, muito combativo e sempre a tentar visar a baliza, gostaría que ficásse num clube da nossa liga para melhor o acompanhármos já que deverá ser certo o seu empréstimo devido ao pouco uso que Jesus lhe deu

Daniel Wass – Sem andamento, para já neste Benfica, também o pouco uso que Jesus lhe deu antevê um empréstimo, vem de um campeonato nórdico, mas de uma equipa habituada às competições europeias, penso que também terá tido dificuldade na comunicação o que não o ajudou, de qualquer modo é um jogador muito jovem e que ainda pode ser opção no Benfica.

Artur Moraes – Para já vem dar a confiança e a tranquilidade que tanto se pedía na baliza, espero que mantenha este nível exibicional e no fundo que tenha sorte essencialmente no tribunal da luz, porque se tiver o azar de errar lá, estará rotulado para sempre. Muito importante por isso as estreias na nossa catedral o ideal sería que fossem boas para arrancar com confiança.

André Almeida – Combativo e esforçado, mas claramente fora da sua posição e fora do seu ambiente. Penso que será mais um jogador para emprestar e rodar noutro clube embora fosse a clara aposta de Jesus (neste grupo disponível) para defesa direito.

Enzo Pérez – Nota-se já um pouco a sua evolução e o seu entrosamento, jogo após jogo,  na minha opinião não vai demorar tanto tempo a integrar-se como o Di Maria ou até o Gaitán, é um jogador rápido combativo e que não desiste, tem de melhorar no passe e na visão de jogo.

Nuno Coelho – Minutos a menos para poder avaliar, pela sua pouca utilização também podemos concluir que será emprestado por Jesus. Não acompanhei os jogos da Académica o ano passado para poder dizer o que quer que seja sobre ele. Espero que evolua e possa ser opção no futuro.

Witsel – Quem sabe, sabe esta talvez seja uma das melhores senão a melhor contratação do Benfica, será um jogador influente e muito útil em diversos esquemas táticos, joga em qualquer posição do meio campo ofensivo. Levanta a cabeça, tem sentido de baliza, tem qualidade de passe e é combativo, tem técnica e tem um porte físico que vai ser útil no jogo aéreo e nas bolas paradas.

Regressos:

Urreta – Mais uma vez provou que tem lugar no plantel, dos poucos momentos que é posto à prova responde sempre positivamente, claro que nem tudo são rosas, pois terá de melhorar no aspecto defensivo, mas é claramente um jogador que cabe neste plantel e o que nós suspirámos por um extremo direito o ano passado após a lesão do Salvio, ainda mais me custa a não inclusão dele no plantel. Já existem rumores que mais uma vez irá ser emprestado a meu ver é mais uma vez um erro que se comete e não é a primeira vez que o digo em relação ao Urreta.

Miguel Vítor – Há males que vêem por bem, a falta de opções no centro da defesa fez com que Miguel fosse chamado ao plantel principal e acabou por responder positivamente, sou suspeito para falr pois gosto bastante do Miguel, desejáva que ele fosse o nosso central por muitos e bons anos, assim ele tivésse a sorte e o saber de agarrar estas oportunidades, esta lesão vem em muito má hora e espero que não seja grave. Penso e espero que fique para já como terceira opção de central, o que iría fazer com que ele fosse chamado várias vezes a jogar e a poder mostrar o seu valor

David Simão – Sabe jogar futebol, amadureceu e nota-se que lhe fez bem esta passagem pelo Paços, está muito melhor, sinceramente gostava que ficásse, mas também receio que se ficar passe um ano inteiro a não jogar regularmente a aí sim sería o empréstimo a melhor opção. Se evoluir tão bem num clube da primeira como evoluíu este ano que passou, para o ano David Simão tem lugar para disputar a titularidade no Benfica.

Rodrigo – Enquanto esteve presente a ideia com que ficámos foi que Jesus conta com ele para o plantel, mas será uma dúvida a sua inclusão é um avançado com muito valor, não teve muitos minutos de utilização, do pouco que se víu nota-se que é um bom jogador e válido para a linha avançada, se fôr para ficar no banco como o Weldon a época passada sería melhor o empréstimo, as suas características na minha opinião parecem-se com Jara e Saviola é um avançado mais móvel, se realmente se conta com ele será uma aposta que tem de ser usada com risco de se perder muito dinheiro, pois relembre-se que este jogador não saíu barato ao Benfica, tem valor mas tem de ser potenciado.

Fábio Faria – É um jogador que mostra sempre muita vontade e disponibilidade para jogar, pode fazer várias posições na defesa, mas esta polivalência faz com que não seja uma primeira opção em qualquer lugar, gosto da sua atitude e garra, mas falta-lhe ainda muito para ser uma opção no plantel do Benfica.

Schaffer – Não conta para Jesus, que preferíu adaptar jogadores à sua posição a sequer experimentar colocá-lo a jogar.

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: