Início > Futebol, Opinião > A Estupidificação do Futebol Moderno

A Estupidificação do Futebol Moderno

Nunca discutas com um idota. Ele arrasta-te até ao nível dele… e depois gánha-te em experiência.

A velha máxima popular ganha melhor forma nestas alturas. O futebol segue a sociedade em que vivemos.

São nestas alturas em que o escape mais directo e natural será dizer: BASTA! Que mal fiz eu para aturar isto?

Basta de ver o lixo a florescer no futebol moderno português e mundial, presidentes da liga e clubes envolvidos em casos de corrupção, arbitragens consecutivamente tendenciosas, empresários sem escrúpulos, dirigentes assumidamente corruptos e outros incompetentes sem um pingo de honestidade, equipas do campeonato profissional de futebol que entram em campo com 8 jogadores, outros clubes só jogam e treinam quando os seus jogadores recebem, outros jogam sem receber, tivémos árbitros que se recusaram a apitar certa e determinada equipa, nomeações habilmente escolhidas, estádios às moscas e outros a arder, redes de espionagem a árbitros com a conivência das respectivas direcções, imprensa hipócrita controlada por interesses privados destilando grandes verborreias sem intervalar, faltas de luz no meio dos jogos, treinadores incompetentes sem qualquer capacidade de gestão dos recursos, enfim um sem número de tristezas a que vamos assistindo neste lodo em que está mergulhado o futebol português e mundial também.

Não me posso admirar quando se vê cada vez menos pessoas inteligentes e racionais a seguir o futebol, as armas com que cada um se move não são as mesmas, é como travar um duelo onde um tem uma arma de fogo e o outro uma espada, simplesmente não é justo, o campo de batalha é travado por gente mesquinha que se move por interesses particulares e tal como o resto do país que vive em constante manutenção de aparências o futebol está de real tanga. No entanto, prefere-se assobiar e cantar para o lado do que encarar os problemas reais que existem e onde tudo é  fingido e forçadamente escondido, é algo que vai começando a estar instituído e vai começando a ganhar raízes. Hoje mais que nunca a incompetência e a hipocrisia reina e não há sinais de tréguas.

Agora falando do Benfica, temos que reconhecer a nossa incompetência, tal como verificamos a incompetência das agremiações de contumil e de alvalade e dos árbitros, dirigentes, etc. A grande diferença de incompetência aqui está no ganhar/perder campeonatos e estes são coisa que ultimamente não tem parado muito pelas nossas bandas e em que num passado não tão longínquo se passava precisamente o contrário. Gostava de dizer ao presidente LFV para ir dar uma volta, mas depois pergunto-me quem na sua plena racionalidade e reconhecidamente íntegro, honesto, líder, consensual e intocável estará disposto a abraçar a presidência da nossa instituição? Quem é que se atreverá a trocar a sua íntegra vida para mergulhar neste fosso de imundice? Gostava de acreditar que esse alguém existe e que de uma vez por todas se chegue à frente e que tenha a capacidade e discernimento para inverter esta espiral de ver anos a passar sem ser campeão em que mergulhou o Benfica, que consiga também pôr alguma classe e ao mesmo tempo que se distancie de todo este javardo sistema, que reúna todas as nossas forças e mística os poderes para devolver as vitórias ao Sport Lisboa e Benfica!

Já à muito tempo que desisti de assistir a debates televisivos sobre o futebol, são muito raros os artigos que leio na imprensa desportiva, não me trazem de forma alguma valor acrescentado, a minha revista desportiva resume-se a 3 ou 4 ilustres escribas e alguma blogoesfera do Benfica em geral, não pactuo com sport tv’s, logo é muito raro assistir a um jogo que não o do Benfica, a ex-selecção do Madaíl é coisa que simplesmente também não me assiste à já algum tempo, mas bebo sempre cerveja Sagres, canto mais alto, com mais intensidade e sentimento o Hino do Sport Lisboa e Benfica que o hino nacional, o único fio condutor que ainda me liga ao futebol é o Benfica e claro está tudo o que gira à sua volta, junto com umas pitadas de Premier League. Se fôr preciso desistirei com muito maior facilidade do futebol do que ser e viver o Benfica…

Desistirei de ser do Benfica quando morrer ou, caso se prove o contrário… Nunca!

Por isso mesmo, hoje e mais que nunca, se me perguntarem se gosto de futebol, responderei com a plena convicção:

-Não! Não gosto de futebol, gosto apenas e só do Glorioso Sport Lisboa e Benfica!

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: