Arquivo

Posts Tagged ‘PSV’

Alive and kicking e estamos nas meias

Estamos lá! Vivos e com a vontade imensa de ir a Dublin disputar mais uma final de competições europeias.

17 anos depois estamos numa 1/2 final que se vai realizar imagine-se, contra o Braga, desta vez sem Duartes Gomes e sem arbitragens portuguesas, mas temos sempre lá os Paciências e os Alans, etc. Por isso temos de provar em campo que somos Benfica e nem sequer vou poder comparar a grandeza destes dois clubes, vou só pedir aos jogadores que se mentalizem que estão no Benfica e vão jogar 2 mãos com o Sporting de Braga, quero inteligência e cabeça fria.

Analisando este jogo poderei apontar desde já alguns equívocos (claro que esta é hoje e sempre a minha opinião pessoal e com a devida distância) no que diz respeito ao discurso do Jesus, quer-me parecer a mim que tem falhado no timing de puxar dos galões e de quando puxa da humildade, houve já outras ocasiões em que puxou dos galões e isso não nos trouxe coisas de muito positivo e neste jogo entrou numa de humildade, que felizmente acabou por correr bem mas que nos podería trazer um dissabor muito grande. E isto traz-me aos primeiros momentos do Benfica em Eindhoven, não gostei da mentalidade com que abordamos o início do jogo, não sei porquê, mas vi o Benfica entrar precisamente no jogo do PSV e onde é mais forte, no contra ataque e nas transições rápidas, a aproveitar os deslizes do adversário. O Benfica com um pouco mais de cabeça, tinha encarado este jogo de uma forma mais fria e calculista, eu vi os avançados a pressionarem o GR contrário desde o início do jogo, porquê? O PSV tem uma grande lacuna a construir jogo, mas nos contra ataques, cuidadinho com eles têm 74 golos marcados  no campeonato e já brindou o Feyenoord com um 10 a zero, o Benfica tería de encarar este jogo à espera do PSV e não o contrário. Houve momentos de aflição perfeitamente escusados depois do 2-0, não é por mim é pelos lagartos, pode-lhes dar alguma coisinha ruim 🙂

O meu primeiro destaque individual vai para o Roberto, não teve culpa nenhuma nos golos, muito infeliz no 2º que defende à primeira e depois só na recarga é batido e ainda evitou penso que em dois lances o 3º golo do PSV e aí sim a coisa estaría mesmo muito feia. O meu segundo destaque vai para o Luisão, como é bom ter um capitão como o Luisão, gigante e com uma personalidade e experiência incrível, o golo que faz no fim da 1ª parte, além de belo efeito dá finalmente aquele click à equipa que se transfigurou na 2ª parte.Ao mesmo nível coloco o Fábio Coentrão, com muito trabalho defensivo e César Peixoto fizeram uma exibição em crescendo, pois se no início a equipa do PSV carregou muito do lado direito e nem sempre houve o melhor apoio, já na 2ª parte libertaram-se os dois e apoiaram-se muito bem, o César Peixoto fez uma grande arrancada que dá o penalti para o 2º golo. De resto foi com muita pena que vimos a lesão do Salvio devido a uma entrada muito feia do adversário, pelas informações que se tem fracturou o pé direito e logo agora que estava numa forma fantástica, muita pena e vai fazer muita falta para os embates que se adivinham. Jardel, oscilou um pouco e custou-lhe muito acompanhar a velocidade dos avançados mas a pouco e pouco também foi melhorando tal como Maxi, que ainda assustou com algumas más intervenções na 1ª parte. Jávi jogou muito bem, sempre combativo e a cortar bolas de resto é sempre muito sacrificado mas desta vez Jesus encusto-o um pouco mais aos centrais. Não vou falar em vinganças porque para mim o futebol não é sobre vinganças e guerras, mas claro que gostei deste “ligeiro” ajuste de contas com o PSV. Venha agora o Braga, e depois venha a final em Dublin, passo a passo nós estaremos a apoiar o Glorioso SLB com toda a nossa força. Sempre contigo, parabéns e obrigado SLB.

OOHHHHHHHHHHHHHHH SPORT LISBOA E BENFICA O CAMPEÃAAAAAAAAO, MOSTRA A TUA RAÇA O QUERER E AMBIÇÃO NÓS SÓ QUEREMOS O BENFICA CAMPEÃO!

Anúncios

Noites à Benfica

Mais uma grande noite europeia que se viveu ontem no estádio da luz. O nosso estádio já liberto do mau odor do fim de semana, volta a cheirar bem e a cheirar a Lisboa, os meus primeiros parabéns vão para as equipas de desratização, desparatização, despiolhização, deslendialização e todos os demais controlos de pragas pelo bom trabalho de desinfecção e desinfestação realizado, calculo que não tenha sido fácil.

Benfica 4 – PSV 1, foi o resultado final de uma grande dose de querer, ambicionar e realizar uma boa exibição, confesso que estava algo receoso do que de negativo aquele fim de semana nos podería trazer e qual o resultado que isso nos podería causar, mas felizmente esses acontecimentos foram mesmo postos de lado e acreditem que desta vez mais que nunca o público da luz empurrou os nossos jogadores para a frente, estádio cheio para todos vermos um jogo onde houve Benfica a mais para um PSV a menos. Os números oficiais dão conta de 58.564 pessoas presentes e cheguei a ouvir pela rádio que estiveram mais de 60.000, mas é certamente sempre uma grande casa, digna do maior clube do mundo.

Vou já realçar o que achei de menos positivo, uma diz respeito a alguns comentários que ouvi dos vários presentes a dizer que só vieram porque foi à borla e eu muitas vezes me equaciono, então eu que pago quotas, pago o redpass e ainda pago 20 euros para ir a este jogo, não merecía uma qualquer atenção por parte da direcção? O que mais me custa ainda é ouvir certos “benfiquistas” a dizer que só estaríam ali porque era à borla? Mas será que o que viram ontem não merecía que se pagásse um mísero bilhete?!? Estamos a falar do Benfica e dos 1/4 final de uma liga europa, por isso peço mais orgulho em ser benfiquista, quanto mais não seja respeito pelos que mesmo quando não corre bem estão lá presentes e sempre prontos para dar o seu contributo e claro está os assobiadores não faltaram à chamada, todos sabemos que o Roberto falha mais vezes que as que desejávamos, mas mais uma vez interiorizem se quiserem façam uma tatuagem na ponta da gaita : “ASSOBIAR NÃO VAI TRAZER NADA DE POSITIVO PARA QUEM ESTÁ LÁ DENTRO DO CAMPO” ainda mais quando não está tudo perdido e muito longe disso estamos bem vivos em 3 taças, não se esqueçam que não é só o Roberto que ouve e sente estes assobios. Nós vamos levar com o Roberto pelo menos até ao final desta época, interiorizem isto se faz favor e se não conseguem viver com esta realidade assobiem mas só no sofá, ou então basta ler os comentários dos nossos queridos antis, pasquins incluídos.

Agora falemos de coisas bem melhores, a armada Argentina mais uma vez a dar um show de bola, Salvio, Saviola, Pablo Aimar e Nico Gaitán, os autores dos golos do Benfica merecem um rasgado elogio pois esta noite era deles, sem beliscar as suas magníficas exibições quero realçar para mim os 2 melhores jogadores ontem e foi onde residíu um dos chavões da nossa exibição, Fábio e Máxi, para mim foram os melhores da noite, rasgaram os flancos do PSV durante os 90 minutos e mais compensações, estes 2 jogadores devem ter prá aí 5 pulmões cada um. De resto Luisão como o grande líder dentro e fora do campo, não deixei de notar o pequeno grande gesto de “toca a reunir” no início do jogo aquando do agradecimento aos sócios, um Jardel que foi a aposta em deterimento do Sidnei que espero que não esbanje muitas mais oportunidades e que desta vez não comprometeu e apoiou bem o Luisão, um Cardozo, muito mais esforçado e que merecía um golo pelos 2 petardos que amandou para defesas do Isaksson, notava-se que quería retribuir com golos a asneirada que cometeu no domingo. Falta-me falar do Jávi, que desta vez sim tomou conta do meio campo no que defensivamente diz respeito, queixou-se por vezes e com razão de falta de apoio defensivo, este sistema táctico sacrifica muito esta posição, mas o Jávi também tem 5 pulmões e ontem fizéram-se notar, de qualquer modo fica o aviso à navegação para equipas que tenham mais posse de bola e sejam mais incisivas podemos ter algum tipo de problemas neste sistema.

Para finalizar, foi impressão minha ou na generalidade da imprensa radiofónica e escrita transpareceu que esta vitória teve menos brilho que a da outra equipa portuguesa que jogou em casa?

O Benfica está bem e recomenda-se nas competições das taças, vamos todos focar-nos no que ainda falta ganhar, agora que o campeonato acabou, a concentração tem de ser total, força Benfica, sempre contigo.

O onze mais provável do Glorioso

11 provável do jogo hoje SL Benfica - PSV Eindhoven

Categorias:Actualidade, Futebol Etiquetas:, ,

E sai um PSV nos quartos de final

PSV de Eindhoven, é a equipa que saíu no caminho ao Benfica, para os 1/4 de final da liga europa. Falar do PSV é falar inevitavelmente naquela final (mais uma) da taça dos campeões europeus perdida de uma forma infeliz desta feita, na lotaria dos penaltis. Fica marcada e recordada por aquele malfadado penalti que o Veloso falhou diante de Hans van Breukelen e que depressa o povo chamou de (P)lease (S)enhor (V)eloso, todos nos recordamos da forma pouco convicta e atabalhoada com que Veloso começa a correr para tentar a conversão da grande penalidade, ele que até tinha sido um dos melhores jogadores durante os 120 minutos do jogo onde as botas saltavam dos pés quando os jogadores do Benfica iniciavam algumas arrancadas, lembro-me de numa situação o Pacheco enervar-se de tal modo que descalçou a outra chuteira e atirou-a ao chão furiosamente, na altura diz-se que levaram umas meias novas e que não agarravam às botas,  enfim particularidades e pormenores que por vezes podem fazer aquela pequena diferença na disputa de uma final, claro que não estou com isto a arranjar desculpas para a derrota na altura, mas penso que hoje em dia sería de todo inaceitável uma situação caricata como aquela. Mas é precisamente o oposto daquela forma com que Veloso marcou o penalti, que eu quero que os jogadores do Benfica sintam ao encarar esta eliminatória, quero firmeza, convicção e crença que iremos conseguir lutar e passar mais esta eliminatória. O Benfica vai jogar com um PSV que actualmente é líder do campeonato Holandês, com mais um ponto que o Twente do nosso grande Preud’homme e mais 3 que o Ajax, estando assim em plena condição de ser campeão, para isso acontecer ainda terá de batalhar para o conseguir e curiosamente terá um embate importantíssimo para as suas aspirações no dia 2 de abril, antes de vir à luz no dia 7, no terreno do actual 2º classificado Twente, este jogo vale o que vale, pois nem sempre as gestões do esforço e cansaço são feitas de igual forma e por vezes as maiores interrupções na competição não correspondem necessariamente a um melhor rendimento dentro do campo, espero sinceramente que tudo corra da melhor forma ao glorioso.

O PSV não tem individualmente nomes muito sonantes, mas faz do seu conjunto o seu forte e uma equipa muito rápida em transições e no contra ataque, acredito que se o Benfica conseguir um bom resultado em casa isso nos irá facilitar a vida no deslocamento ao Philips Stadium, caso precisemos de ir correr atrás de algum prejuízo as coisas irão ser mais complicadas, mas claro acredito sempre na nossa passagem. Não vou falar do Braga, nem do Porto, porque o adversário nos merece muito respeito mas fica-se a saber no sorteio que o vencedor do nosso jogo irá jogar com o vencedor do Sporting de Braga – Dinamo Kiev. Ficam aqui alguns dos jogadores que vamos enfrentar, os atacantes suecos Ola Toivonen e Marcus Berg e o húngaro Balázs Dzsudzsák e o experiente defesa Wilfred Bouma.

Ola Toivonen

Marcus Berg

Balázs Dzsudzsák

Wilfred Bouma

%d bloggers like this: